Dieta da Beyoncé propõe 22 dias sem carne; veja cardápio

Por Juliana Vines

Na semana passada, Beyoncé exibiu os resultados de sua dieta em um vestido supertransparente no baile de gala do MET (Metropolitan Museum of Art), em Nova York.

Em pouco mais de um ano ela perdeu 30 kg, segundo jornais americanos. O segredo da cantora foi revelado agora em um livro lançado nos Estados Unidos por seu personal trainer, Marco Borges.

Beyoncé no baile de gala do Met (Metropolitan Museum), no dia 4 deste mês (Crédito: Larry Busacca/AFP)
Beyoncé no baile de gala do Met (Metropolitan Museum of Art), no dia 4 deste mês (Crédito: Larry Busacca/AFP)

O título da obra diz muito: “The 22-Day Revolution: The plant-based programme that will transform your body, reset your habits, and change your life”, algo como “A Revolução de 22 Dias: O programa à base de vegetais que vai transformar seu corpo, ‘resetar’ seus hábitos e mudar sua vida” (a versão em inglês para Kindle custa R$ 31,18 na Amazon).

Isso mesmo: para emagrecer, Beyoncé adotou um cardápio de 22 dias sem carne ou qualquer outro alimento de origem animal. Claro que ela não perdeu os 30 kg em três semanas. Ela começou a seguir os preceitos de Borges no fim de 2013. Deu tão certo que ela virou garota-propaganda do método e assina o prefácio do livro.

“Eu demorei alguns dias para me acostumar, mas em troca ganhei energia, dormi melhor, perdi peso e melhorou a minha digestão (…)”, diz Beyoncé, no livro. Segundo ela, graças ao cardápio ela está na “melhor forma da sua vida”.

Marco Borges é um fisiologista do esporte de origem cubana que vive em Miami e tem mais 20 anos de experiência, boa parte deles treinando celebridades, como Jennifer Lopez, Pharrell Williams e Shakira.

Marco Borges, fisiologista do exercício e criador da dieta (Crédito Divulgação marcoborges.com)
Marco Borges, fisiologista do exercício e criador da dieta (Crédito: Divulgação marcoborges.com)

POR QUE 22 DIAS?

“Quando eu estudava psicologia descobri que alguns psicólogos acreditam que demora 21 dias para criar ou mudar um hábito”, diz Borges, no livro. E continua: “Desafie-se a introduzir hábitos novos e mais saudáveis por 21 dias e no dia 22 você vai se transformar em uma versão melhorada de você mesmo”.

Por isso ele fala em “resetar”, reiniciar os hábitos. Para Borges, o melhor jeito de fazer isso é comendo vegetais e deixando de lado os alimentos de origem animal (carne, laticínios ou ovos). Mas essa não é a única regra. Vamos a elas:

1. Evitar comida processada. Borges não chama sua dieta de vegana porque ele restringe comidas processadas mesmo que sejam veganas;

2. Comer três refeições por dia. O jantar deve ser duas horas antes de dormir. Lanches entre as refeições são permitidos só a cada dois dias. E só duas ocasiões nos 22 dias é permitido comer sobremesa;

3. Em um dia, dividir o total de calorias ingeridas em: 80% de carboidratos, 10% de proteínas e 10% de gordura;

4. Se exercitar pelo menos 30 minutos por dia;

5. Não ingerir álcool nem bebidas diet.

Segundo Borges, depois dos 22 dias a pessoa estará muito mais motivada para seguir emagrecendo. Ele não diz quantos quilos é possível perder, mas conta o caso de um adepto que fez o programa duas vezes e em 44 dias perdeu 20 kg.

Sugestão para o jantar: salada de atum com cebola, cenoura, grão de bico, salsa, limão e aipo (Crédito: Divulgação 22 Days Nutrition)
Sugestão para o jantar: salada de grão-de-bico com cebola, cenoura, salsa, limão e aipo (Crédito: Divulgação 22 Days Nutrition)

E AÍ, COMPENSA?

A oferta parece boa, mas não é, na opinião da nutricionista Brunna Moreira. “A dieta é muito restrita, pobre em proteínas e gorduras, consequentemente deficiente em vitaminas e minerais. O lado bom é que o indivíduo desenvolve o hábito de consumir alimentos integrais”, diz.

Para ela, o maior problema é usar só 10% da ingestão calórica diária para as proteínas. “Está desequilibrado. O ideal é ingerir 55%-60% de carboidratos, 15%-25% de lipídeos e 25-35% de proteínas. Uma dieta pobre em proteína pode ocasionar problemas de pele, queda de cabelo, fraqueza nas unhas, baixa na imunidade, cansaço físico e mental, além de baixa resistência muscular.”

O mesmo pensa a nutricionista Maiara Fidalgo. Segundo ela, para mudar os hábitos é preciso muito mais que 21 dias. “Além de tempo é preciso paciência e equilíbrio. Não pode ser radical como nessa dieta. O uso da técnica dos 21 dias é ritualístico. Não existem estudos científicos para ser considerada uma técnica consistente.”

DOIS DIAS NA DIETA 

Veja o cardápio de dois dos 22 dias da dieta, publicados no livro “The 22-Day Revolution”.

DIA 1

Café da manhã: Aveia com banana, leite de amêndoas e blueberry

Almoço: Salada de quinoa com lentilha e cenoura

Jantar: Tacos de alface recheados com nozes, abacate e tomate cherry

DIA 2

Café da manhã: suco verde (veja receitas aqui)

Almoço: Feijão-preto com batata-doce assada

Jantar: Salada de coração de alcachofra, tomate e abacate