Cinco livros de dieta contra regimes malucos

Por Juliana Vines

Dieta do metabolismo, do glúten, das celebridades, do limão. Há tanta oferta de livros sobre nutrição e emagrecimento que fica difícil diferenciar o que é regime maluco do que realmente funciona.

“Eu só tenho achado livros com dietas específicas ou então para profissionais da área, com informações muito detalhadas e de certa forma complexas”, disse Januário Espíndola, 28, funcionário público.

Ele escreveu para o blog pedindo sugestões de bons títulos sobre o tema. “Gostaria que você sugerisse alguns livros com informações para iniciantes sobre nutrição, alimentação esportiva, como perder gordura, como ganhar massa magra, como funciona o nosso metabolismo com a prática de exercícios físicos e alimentação adequada.”

Juntamente com a nutricionista Tatiane Mieko Fujii, de São Paulo, selecionei cinco livros sobre dietas nada milagrosas. Segundo ela, para saber se um título vale a pena primeiro é preciso pesquisar sobre o autor. Se for um profissional de saúde, melhor.

“Há muitas informações distorcidas que se tornam ‘verdades’. Muitos autores usam fundamentos científicos, citam estudos feitos em animais que não se aplicam a seres humanos e só confundem o leitor.”

De acordo com Tatiane, se a oferta vendida pelo livro é muito boa (do tipo emagrecer fazendo dieta só uma vez por semana), desconfie. E é sempre bom lembrar que, sozinho, nenhum plano de emagrecimento faz milagre. “É importante que o livro traga dicas e sugestões que possam  ser aplicadas no dia a dia. Mas, se a pessoa não estiver consciente ou não tiver disciplina, de nada adiantará.”

A seguir, veja os cinco livros sugeridos.

livros1

1- “Nem Dietas, Nem Milagres”, de Márcia Regina Vítolo (Rubio, 80 págs., R$ 41) 

Com uma linguagem fácil, Vítolo desvenda a cada capítulo um mito relacionado com a perda de peso, a começar com “Por que você come pouco e não emagrece?”. A seguir, dedica um capítulo para o carboidrato –acusado injustamente de vilão do emagrecimento– , outro para o café da manhã e alguns para a relação entre exercício físico e perda de peso. No fim, dá dicas de como ter uma alimentação saudável.

Vítolo é nutricionista, doutora na área de ciências biológicas e professora da UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre).

2- “A Dieta Ideal”, de Marcio Atalla e Desire Coelho (Paralela, 200 págs., R$ 19,90) 

Os autores já começam o livro dizendo que dietas não funcionam e que perder peso é difícil. Daí questionam: mas então como emagrecer? A resposta, segundo eles, está em seguir sete passos, explicados um a um em sessões individuais:

– Faça as pazes com seu corpo;
– Exercite-se!;
– Siga seus instintos, juntando a fome com a vontade de comer;
– Alimentação deve ser uma fonte de prazer, não de culpa!;
– Coma simples!;
– Não desconte suas emoções na comida (OK, só de vez em quando!);
– Assuma o controle e aprecie suas conquistas!

Depois de explicar os passos, os autores propõe um desafio de dez dias para colocar em prática os ensinamentos.

Marcio Atalla é professor de educação física, pós-graduado em nutrição pela Universidade de São Paulo. Desire Coelho é formada em Esporte e Nutrição e doutora na área.

3- “O Peso das Dietas”, de Sophie Deram (Sensus, 320 págs., R$ 34,90)

Baseada em estudos científicos, Sophie Deram defende que as dietas são a maior causa do ganho de peso das pessoas (veja a entrevista que ela deu para a repórter da Folha Cláudia Collucci). No livro, ela descreve os riscos de seguir regimes malucos e, depois, conta seus sete segredos para emagrecer sem fazer dieta, entre eles cozinhar a própria comida e mudar gradativamente o estilo de vida.

A obra termina com 50 receitas da autora. Sophie Deram é nutricionista e pesquisadora no ambulatório de obesidade infantil do Hospital da Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

livros2

4- “Fuja das Dietas Aprendendo a Comer: Escolha Isso, Não Aquilo!”, de Antonio Herbert Lancha Jr.
e Luciana Oquendo Pereira Lancha (Manole, 202 págs., R$ 70)

Depois de explicar aspectos teóricos da relação entre atividade física e redução de peso, os autores comparam a tabela nutricional de vários pratos e indicam a escolha mais inteligente. Os pratos são dividos por tipos de cozinha.

Antonio Herbert Lancha Jr. é doutor em nutrição e professor da Universidade de São Paulo. Luciana Oquendo Pereira Lancha é doutora em ciências e nutricionista do Instituto Vita.

5- “Anticâncer”, de David Servan-Schreiber (Ponto de Leitura, 486 págs., R$ 29,90)

Traduzido para 36 linguas desde a publicação, em 2007, “Anticâncer” é um best seller que vale a pena, segundo Tatiane Fujii. “Como portador da doença, o autor menciona exemplos de alimentos, nutrientes e compostos bioativos saudáveis, e traz referências bibliográficas científicas”, diz.

David Servan-Schreiber era médico e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh (EUA). Morreu em 2011, de câncer. Passou 20 anos estudando a doença depois que foi diagnosticado pela primeira vez. Além de falar de aspectos comportamentais e genéticos, indica alimentos que devem ser evitados, como gorduras hidrogenadas e comidas com alto índice glicêmico (farinhas brancas e doces, por exemplo).

———–

Faça como o Januário e envie sugestões de posts para o e-mail juliana.vines@uol.com.br. E não se esqueça de curtir a página do blog no Facebook e me seguir no Twitter.