Mais da metade dos obesos que emagrecem engordam de novo

Por Juliana Vines

Os ex-participantes de reality shows de emagrecimento estão aí para provar: a maioria dos obesos que perde peso graças a dieta e exercícios engorda de novo. Mais precisamente, 53% ganham peso em dois anos; em cinco anos, a porcentagem é ainda maior: 78%. E mais de um terço dos obesos sofrem com efeito sanfona.

Os números são de uma pesquisa recém-divulgada, feita pelo King’s College, em Londres, e publicada no “American Journal of Public Health”. O trabalho acompanhou quase 280 mil obesos durante dez anos, de 2004 a 2014.

Os pesquisadores também calcularam a probabilidade de um obeso conseguir emagrecer sem cirurgia bariátrica.

Entre aqueles que tinham obesidade grau I (índice de massa corporal de 30 a 34,9), só 3.528 alcançaram o peso ideal (1.283 homens e 2.245 mulheres). Isso quer dizer que, segundo os dados desse grupo, a chance de um obeso chegar ao peso ideal é de 1 em 210 para os homens e 1 em 124 para as mulheres.

Entre os obesos mórbidos (IMC maior que 40) a probabilidade é menor ainda: uma em 1.290 para os homens e uma em 677 para as mulheres.

Segundo os autores do trabalho, os dados mostram que as estratégias mais usadas para perder peso (como o combo dieta + exercício) não dão bons resultados a médio e longo prazo. Melhor mesmo é pensar em prevenir a obesidade.

Uma vez que uma pessoa se torna um adulto obeso, é muito improvável que ela consiga voltar a ter um corpo saudável. Novas abordagens são necessárias para lidar com essa questão. Os tratamentos devem se concentrar na prevenção do sobrepeso e do ganho de peso entre obesos“, disse Alison Fildes, autora principal do estudo e pesquisadora do King’s College.