Bebidas do Starbucks têm quantidades “chocantes” de açúcar, diz ONG britânica

Por Juliana Vines

Um estudo da ONG britânica Action on Sugar revelou que as bebidas da rede de cafés Starbucks têm quantidades “chocantes” de açúcar. A campeã no Reino Unido, um chá com xarope de frutas, tem 99 gramas de açúcar em 568 ml –tamanho chamado de “venti”, o maior da rede.

A quantidade equivale a 25 colheres de chá de açúcar (ou 20 saquinhos individuais). É o que tem em cinco muffins ou duas latas e meia de Coca-Cola. Isso é três vezes mais do que um adulto deveria comer por dia –30 gramas ou sete colheres de chá–, segundo a ONG.

Kawther Hashem, pesquisadora da entidade disse que as cadeias de café devem reduzir imediatamente a quantidade de açúcar nas bebidas, além de melhorar os rótulos e parar de vender tamanhos gigantescos.

“Essas bebidas devem ser consumidas ocasionalmente, não todos os dias. Elas carregam uma quantidade inacreditável de açúcar e geralmente são acompanhadas por um lanche rico em açúcar e gordura”, disse.

Segundo ela, para não exagerar no açúcar os consumidores devem escolher as bebidas mais simples, com uma quantidade mínima de xarope, sem açúcar e no menor tamanho disponível.

À ONG, a rede Starbucks disse que já se comprometeu em reduzir o teor de açúcar das bebidas em 25% até o final de 2020. “Oferecemos uma grande variedade de opções mais leves, xaropes sem açúcar e adoçante natural sem açúcar e apresentamos toda a informação nutricional nas lojas e on-line”, disse a nota da rede de cafés divulgada pela ONG.

Os frappuccinos são as bebidas mais doces do Starbucks: um copo de 591 ml de frappuccino de iogurte de banana tem 128 g de açúcar (Crédito Divulgação)
Os frappuccinos são as bebidas mais doces do Starbucks no Brasil: um copo de 500 ml pode chegar a 128 g de açúcar (Crédito: Divulgação)

NO BRASIL

Por aqui, a bebida campeã de açúcar é um frappuccino de iogurte de banana lançado em janeiro pela rede. O tamanho “venti”, com 500 ml, tem 128 gramas de açúcar (32 colheres de chá ou 25 saquinhos).

Depois, as bebidas mais doces são o frappuccino de iogurte de frutas vermelhas (119 g), o frappuccino de brigadeiro com base de creme (112 g) e o frappuccino choco chip (90 g). Também têm bastante açúcar o Floresta Negra Latte (60 g) e o mocha branco (base light), com 63 g.

Veja abaixo uma tabela com valores tirados do site da rede no Brasil:

Bebida Açúcar (em gramas)
no 
tamanho “grande”
(473 ml)*
Açúcar (em gramas)
no tamanho “venti”
(591 ml)*
Frappuccino Iogurte Banana 100 128
Frappuccino Iogurte Frutas Vermelhas 92 119
Frappuccino Brigadeiro (base creme) 91 112
Frappuccino Choco Chip (base café) 69 90
Frappuccino Chocolate Branco (base café) 64 79
Frappuccino Doce de Leite (base café) 62 79
Frappuccino Chá verde (base creme) 52 66
Cranberry Chocolate Branco Latte 51 63
Mocha Branco (base light) 53 63
Floresta Negra Latte 48 60

*Os tamanhos dos frappuccinos iogurte banana e iogurte frutas vermelhas são diferentes: o grande tem 400 ml, o venti, 500 ml

 

O QUE DIZ A STARBUCKS

Em nota, a Starbucks do Brasil disse que têm conversado com os consumidores e entende que é importante buscar formas de reduzir a adição de açúcar nas bebidas.

“Sabemos que pequenas mudanças podem gerar um grande impacto e, por conta disso, nosso plano para os próximos cinco anos é uma redução de 5% ao ano na média de adição de açúcar em nossas bebidas mais indulgentes, tendo como prioridade o sabor e a qualidade dos produtos”, informa o texto.

A rede informa ainda que disponibiliza aos clientes a quantidade de calorias e lista de ingredientes de todos os produtos no site. Além disso, as bebidas são customizáveis de acordo com o gosto do cliente.

“Existem mais de 180 mil possibilidades de customização das bebidas na Starbucks. Em nossas lojas, eles têm a oportunidade de solicitar bebidas que se adequam às suas preferências –tanto no sabor, quanto em valores nutricionais–, incluindo o tipo de leite, opções sem lactose, uma ampla variedade de essências (com opções sem açúcar).”